Segunda-feira, 25 de Junho de 2018
Segunda, 06 Junho 2016 22:06

Recados do Coração - Coração Bobo

Este recado é pra você que está apressada; é pra você que está atrasado; pra você, querida amiga, que deseja fluir; pra você, meu irmão, que está on-line, preso no engarrafamento; pra você, minha cara, que tem anseios em se libertar das amarras do motor. Este recado é para tocar fundo em seu peito. O 10porHora tem o prazer de sussurrar esta canção em seu ouvido e escutar as batidas do seu coração.

Publicado em Recados do Coração

Não existe jornalismo na cobertura da Copa do Mundo

Nota de repúdio ao programa Profissão Repórter e à TV Globo

 

Faltando 22 dias para o início da Copa do Mundo no Brasil, a principal emissora de televisão do país anunciou que seu mais independente programa de reportagens seria voltado a discutir os efeitos do Mundial de 2014 na população brasileira. O Profissão Repórter da última terça-feira (20 de maio), no entanto, repetiu todos os truques de edição, a maquiagem da informação e a ausência de contextualização dos casos que tem sido utilizados pelos principais veículos de comunicação “tradicionais” para despolitizar os protestos e maquiar os problemas causados pelas obras deste que é o maior evento da mídia mundial neste ano.

Se o programa Profissão Repórter teve o mérito de tornar público nacionalmente um problema como as desapropriações injustas na pequena comunidade do Loteamento São Francisco, em Camaragibe, a sete quilômetros da Arena Pernambuco, os próprios entrevistados que representaram o bairro se sentiram violados no seu direito à expressão por terem tido seus depoimentos cortados e sua história ter sido contada aos pedaços, sem a expressão total do drama que tem sido a busca pelos pagamentos de indenizações, das mais de 200 casas já destruídas e especialmente no contexto de um judiciário, parlamento, Defensoria Pública, Ministério Público e até mesmo a imprensa controlados pelo executivo estadual.

Também é necessário se fazer o registro que o programa descontextualiza falas de militantes e com isso cria uma injusta e proposital imagem de violência. Integrantes do Comitê Popular da Copa, o assistente social Rudrigo Rafael e a advogada Eugênia Lima chegaram a ser entrevistados pela reportagem da TV Globo e sequer suas falas foram ao ar. E o jornalista Eduardo Amorim enviou diversos textos publicados na mídia tradicional e no seu blog pessoal com informações também ignoradas. Pior tratamento teve a autora do vídeo Gol Contra, a integrante do Copa Favela, Andréa Luna, foi entrevistada pelo programa em sua casa em Olinda e foi ao ar uma fala desconectada, durante reunião no Loteamento São Francisco, em que ela diz apenas que se for preciso irá para as ruas queimar pneus. A quem interessa esse tipo de edição? 

É preciso também esclarecer que os números utilizados pela TV Globo demostram a falta de interesse em fazer jornalismo e explicitam o interesse de maquiar uma realidade. Não é verdade que o Comitê Popular da Copa de Pernambuco utilize os números divulgados no Profissão Repórter. Como já foi explicitado até mesmo em veículos da mídia tradicional (http://esportes.terra.com.br/futebol/copa-2014/mais-de-2000-familias-sao-removidas-por-obras-da-copa-em-pe,4cfb2688e59b0410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html), em Pernambuco o Governo do Estado e a Prefeitura do Recife assumem ter realizado para as obras do Mundial mais de 2.000 remoções e nacionalmente a Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa estima em 250.000 o número de atingidos.

Esses expressivos números são escondidos e só o que aparece no programa é a contagem de terrenos divulgada pela Procuradoria Geral do Estado, que maquia o fato de algumas das famílias do Loteamento São Francisco terem construído seis, oito ou até dez casas nos terrenos do bairro. Portanto, o Comitê Popular da Copa estima em mais de 200 as famílias desapropriadas na comunidade para as obras de ampliação do Terminal Integrado de Camaragibe e do Ramal da Copa, ambas ainda bastante atrasadas.

A séria acusação feita pela TV Globo ao perito judicial Leonardo Collier Selva talvez seja o único ponto a se destacar como positivo do programa comandado pelo respeitado jornalista Caco Barcellos. Mas, afinal, é mais do que necessário investigar também porque apenas uma defensora pública foi destacada para atender todos os casos de remoções da Copa no Estado, as denúncias feitas por moradores de que os juízes do Fórum de Camaragibe receberam a visita do candidato a presidência da República Eduardo Campos para pressioná-los a executar as remoções de imediato. E não podemos concordar com a posição do Ministério Público de Pernambuco que não tem dado assistência a essas famílias, sob a justificativa apenas de que se tratariam de casos individuais de direito à propriedade.

É preciso também destacar que outras questões ficaram de fora da pauta do Profissão Repórter e foram substituídas por quadros cômicos que mostram o primeiro jogo da Arena Corinthians e o aluguel de um apartamento nos arredores do Maracanã. Um exemplo é a falta de transparência nos gastos feitos para obras como a da Arena Pernambuco, cujo custo da obra tem sido divulgado provisoriamente como R$650 milhões pelo Governo do Estado, mas que soma três empréstimos de R$900 milhões, como é visto facilmente neste site de transparência.

Ali mesmo ao lado do Loteamento São Francisco, ou na tradicional região da Cidade da Copa (São Lourenço da Mata), conhecida como Pixete, também seria possível registrar situações graves de necessidade de atenção ao combate e à exploração sexual de jovens e adolescentes, que estão ainda mais vulneráveis com as grandes obras que vem sendo realizadas por todo o país no contexto deste megaevento. 

E a própria Região Metropolitana do Recife seria um ótimo local para expor a instabilidade a que estão sendo submetidos os pequenos comerciantes, já que até hoje a Prefeitura do Recife ainda não confirmou a realização da Fifa Fan Fest e por isso deixa mais de 7.000 trabalhadores (segundo o Sintraci) na incerteza se serão ou não deslocados dos seus locais de comércio, diante da aprovação de lei que torna território da entidade privada internacional uma área de dois quilômetros ao redor destas áreas que serão instaladas nas outras 11 sedes do Mundial e possivelmente também na capital pernambucana. 

Diante dessa questão, para finalizar, seria preciso registrar que a equipe do Profissão Repórter esteve no Recife na última quinta-feira, quando cerca de 200 moradores do Loteamento São Francisco, estudantes, midiativistas, advogados e integrantes de movimentos sociais se reuniram em um ato pacífico que marcou o 15M em Pernambuco. Apesar de todo o esforço dos integrantes do coletivo para fazer um ato que não colocasse em risco a vida dos idosos, que formam a maior parte da comunidade removida, a TV Globo nem mesmo registrou o fato do protesto pacífico ter sido realizado durante a greve da Polícia Militar de Pernambuco, que criou um clima de caos em todo o Estado e gerou uma série de furtos a lojas em outras cidades da Região Metropolitana do Recife.

Quando se consegue fazer um ato de paz e mostrar que vidas estão sendo perdidas para as desapropriações, como foi demonstrado pelas sete cruzes fincadas no terreno do Loteamento São Francisco pela plataforma Copa Favela, a informação relevante é ignorada pelo maior veículo de comunicação do país? Mas no momento em que as mobilizações saem dos limites e ocorrem atos de violência por militantes ou mesmo por pessoas infiltradas por forças políticas adversárias a mídia aproveita para desmoralizar toda a construção coletiva de questionamento aos megaeventos e megaprojetos no Brasil.

E a mídia perde a oportunidade de fazer o registro de que o 15M tinha o objetivo explícito de exigir a construção de um conjunto habitacional no terreno das remoções, já que os Terminais Integrados são uma política de mobilidade bastante questionada pelos usuários do transporte público que exigem a implantação do bilhete único. E a licitação para ampliação do Terminal Integrado de Camaragibe nem mesmo foi iniciada pelo Governo de Pernambuco.

Diante do exposto, é preciso repudiar toda a cobertura da mídia corporativa no Brasil, solicitar à TV Globo direito de resposta com o mesmo tempo e destaque concedidos ao Profissão Repórter e fazer um destaque em respeito aos midiativistas e aos poucos jornalistas que na mídia tradicional ainda tentam seguir em primeiro lugar a função social da profissão de jornalista, enquanto está evidenciado que na cobertura da Copa do Mundo o que manda é o poder do capital e os interesses dos grandes empreendedores e dos gestores municipais, estaduais, federais e da Fifa.

 

COMITÊ POPULAR DA COPA DE PERNAMBUCO, 21 de Maio de 2014

Publicado em Sociedade
Quarta, 02 Outubro 2013 13:23

Projeto Recortes Camará

Para aqueles que não sabem esta que vus fala gosta de fazer suas artimanhas… faço telas com mosaicos de revistas velhas! Desde pequena o povo aqui de casa dava a maior força para eu desenvolver meus desenhos… gosto de desenhar desde muito nova, fazia decalques e com o tempo comecei a fazer igual sem “filar” (rs).

Publicado em Sociedade
Quinta, 29 Agosto 2013 09:00

Eu quero coco, tú quer coco?

Dia do estudante, uma data porreta de se comemorar! Melhor ainda se for de modo cultural em um local histórico, com amigos e muita dança. Sexta feira dia 16 foi noite do recife antigo. Cercado por diversos casarões antigos, alguns reformados e outros velhos e grafitados dando aquele contraste de cores lindo de se vê, estávamos com cerca de 500 pessoas (ou mais muito mais) Dançando ao som de Xexeu de Bananeira e Coco dos Pretos.

Publicado em Cultura

O assunto dos tubarões em Recife, capital do estado de Pernambuco, veio a tona novamente nos últimos dias depois da morte da jovem paulista Bruna Gobbi, de 18 anos. Desde 1992, 59 ataques ocorreram em Recife, dos quais 24 resultaram em mortes. Os principais vilões tem sido o tubarão cabeça-chata (até 3,5 metros) e o tubarão-tigre (até 6 metros), conhecidos pela grande ferocidade. Mas o que explica o comportamento destes animais já que antes da década de 90 praticamente não houveram registros de ataques de tubarões?

Publicado em Sociedade
Quarta, 26 Junho 2013 10:18

FORROZANDO EM DUAS RODAS

Entender o espírito porreta que move o APS , grupo ciclístido de Recife desde 2004, é fácil : APS significa Amigos Para Sempre e é verdade mermo visse! Junte um môi de nordestino, coloque um copo de disposição, um litro de gaiatagem ,7 colheres de sorriso e um caldeirão quente de amor !

Publicado em Mobilidade
Quinta, 13 Junho 2013 18:59

“Eita Bixinha aprumada !”

A Paixão e Personificação de bicicletas as deixam expor muito mais que a beleza de seus quadros e jantes, mas os ideais e o estilo de vida de seus proprietários!
Em Recife e no mundo a personalização  é um modo de deixar a magrela única como se fosse uma pessoa, com estilo, classe e nome próprio! SIM ESSA BIKE TEM NOME!

Minha bike se chama Chocolata, uma referência as cores que foram usadas para compor seu quadro e guidom. Optei por essas cores por gostar do clássico e do retrô. Minha casa é cheia de objetos decorativos antigos e considerei que a Monark 10 (ano73) por já ser uma bike antiga deveria combinar com a esfera e a decoração da residência para o ambiente ficar em harmonia.
foto

Então fui à busca das outras bikes estilosas da cidade e não foi muito difícil encontrar essas beldades!

 

helder

 Bike de Helder Tavares

 

"Eu tenho essa fixa há um ano e meio. Tinha outra bike com a qual eu andava, mas ai descobri a cultura da fixed gear e me identifiquei muito! Daí quis ter uma bike assim, digamos com "minha cara"Comecei a pesquisar bikes usadas pra fazer uma e um vizinho meu tinha uma CALOI 10 (ano 86), Comprei.Fui reformando aos poucos, demoraram alguns meses porque  queria peças especificas e tal e ficava garimpando na internet.“Acho que acabou também virando uma brincadeira montá-la aos poucos.Nunca dei nome a minha bike!”

 

 

bike antes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEPOIS > DEPOIS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bike Princess (João Paulo e Milena)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

”Era de um tio meu que hoje tem 65 anos, ficava jogada nos fundos da casa dele.Com a novidade da ciclofaixa móvel de Recife, comprei 2 bicicletas novas, porém 1 delas foi roubada em meu prédio e eu não tinha mais condições financeiras de adquirir outra do mesmo modelo da que foi roubada que era da minha namorada.

Dai , vi uma Monark Brisa (ano 71) jogada e abandonada na casa do meu tio e pedi a ele,foi tipo:“Leve meu filho!” como se fosse algo que ia pro lixo.
Passei 15 dias dedicados a restaurar esta bicicleta. “Desmontei, fui a varias oficinas atrás de pecas pra ela montei e dei de presente a minha namorada que de fato se apaixonou ,colocou o nome de Princess e agora não larga mais ela.”


Bike de Maria Escorel

 

“Queria fazer uma Bike do meu jeitinho.

E que fosse fixa. Tava doidinha por uma.

Morava na Irlanda e lá todo mundo tinha uma fixa.

Como sou muito amostrada tinha que ter uma tembém, neh?!

Ai comprei o quadro pela internet caloi 10 (78) que nunca foi usada. Decidi preservar um pouco a historia dela então as listras azuis são ainda da cor original Acho que o que reflete a minha personalidade nela é a constante mudança por isso ela esta sempre sendo modificada, com pecas novas ou acessórios!”

 

A personalização também é ótima para ajudar em buscas.
Caso, “DEUS O LIVRE”, sua magrela seja furtada ou roubada fica mais fácil de encontrá-la, pois não existe outra igual!Então se anima “HOMÍ, e vai TIMBORA” personalizar a tua!

 

Publicado em Mobilidade

O Bike polo é um esporte surgido na Irlanda em 1891 por amantes das bicicletas e por aqueles que eram contra o envolvimento de animais em esportes. O que de início era meio engraçado e “ desasprumado “ conseguiu até uma representação nas olimpíadas em 1908. Com altos e baixos de popularidade durantes as décadas o Bike Polo voltou com tudo desde 2007.

Publicado em Mobilidade
Terça, 02 Abril 2013 00:00

Ciclofaixas Móveis: VALE?

Amigos...

Respondo logo: vale a pena ter ciclofaixas móveis.  Apesar de querer que sejam fixas, mudar a opinião carrocrática das pessoas acostumadas com seus carros é difícil.  Convencer uma única pessoa a deixar de usar o carro e ir pedalando para o trabalho já é difícil, quem já tentou sabe.  Imagine convencer milhares?  Não sejamos inocentes de achar que o poder público pode mudar isso na marra.  Muda ali na ciclofaixa, mas logo ali, perto, os motoristas que vão se sentir incomodados pela divisão do espaço, vão querer dar o troco.  E aí já viu, né? Sobra para o mais fraco, isso é, o ciclista!

Publicado em Mobilidade

Inaugurado em 1939 e projetado pelo inglês William Martineau, e sendo reprojetado, por Emile Beringuer em 1875, o Parque 13 de Maio, no centro da cidade do Recife deveria... mas não é bem um cartão postal da cidade.

Abandonado, fétido, ponto de uso de drogas e encontros amorosos, bem como abrigo matinal de "cheira-colas" que amedrontam os pais e as crianças que frequentam o local, o parque agora passa por uma revitalização.

200 mil reais serão usados para a reforma que prevê a recuperação de passeios, manutenção do minizoológico, pintura geral do Parque,  gradis, equipamentos e banheiros.... mas essa dinherama toda num muda uma coisa muito mais importante... a educação!
A presença  Policial agora é mais frequente mas a segurança é feita de um modo contraditório... Por muitas vezes ví motos da polícia e a cavalaria na pista de cooper que é apenas uma faixa e onde sempre está ocupada por pessoas de todas as idades. O fato de a segurança está no local não quer dizer que sua presença pode causar algum risco para a população.
 Imagine se uma criança corre pra pista de cooper? Não quero nem pensar nisso...

Como está em obras o local está meio desorganizado mas como diz a placa na entrada do parque : desculpem o transtorno , estamos em obras! Espero que a obra não se esqueça do português também né? Enfim, o parque já foi pintado, os brinquedos estão em reparos e as partes da administração bem como banheiros estão isoladas e sendo reparados, as reformas estão sendo feitas!

Tenho participado de um programa que funciona nesse parque e em outros locais, chamado: "ACADEMIA DA CIDADE". o projeto é muito bom. “Para quem só escuta o nome ou vê as propagandas nos veículos de comunicação pensa:  “ isso é uma porcaria, como nada do governo presta!”

OXENTE, as academias do centro da cidade tem preços entre 65 à 120 reais , e tú acha bixinho que eu tô colhendo dinheiro em árvore é? A academia usa a premissa que para ficar em forma não são necessárias maquis de ultima geração! Existem alguns instrumentos como steps, cones, bolas, etc, mas o principal vem de dentro: é só uma questão de educação alimentar e exercícios diários! 

Chego em casa, morta de cansada (e não venha dizer que sou MOLE não viu). Os professores cobram bastante postura e que os exercícios sejam feitos corretamente! Não existe faixa etária para participar, Caso você tenha alguma limitação isso será trabalhado aula por aula, até que seu desempenho melhore. PROJETO RECOMENDADÍSSIMO, É O CÃO CHUPANDO MANGA VISSE HOMÍ!

Para participar do Projeto veja aqui, onde fica mais perto de sua casa.


 

 

Publicado em Sociedade
Pagina 1 de 2